Polícia Civil captura 79 pessoas na “Operação Contra-Ataque II”

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Estado do Ceará, em mais uma demonstração de força no combate à criminalidade, deflagrou, nesta quarta-feira (02), a segunda fase da “Operação Contra-ataque”. Na manhã e tarde de hoje (02), a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) cumpriu vários mandados de prisão e busca e apreensão. O balanço da ação da Polícia Civil resultou em 79 capturas – sendo 68 adultos e 11 adolescentes. A operação se desenvolveu em Fortaleza, Caucaia e Maracanaú e no interior nas cidades de Sobral, Itapipoca, Canindé, Iguatu, Quixadá e Juazeiro do Norte. Das capturas, 51 aconteceram no interior do Estado, sendo 21 na região Sul e outras 30 na região Norte. As demais ocorreram em Fortaleza e na Região Metropolitana.

Para cumprimento dos mandados, foram designados 280 policiais civis divididos em 80 equipes. Os servidores foram escalados dos Departamentos Técnico Operacional (DTO), de Polícia da Capital (DPC), de Polícia Metropolitana (DPM), de Polícia Especializada (DPE), de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV), de Polícia do Interior Norte (DPI Norte), de Polícia do Interior Sul (DPI Sul) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

Na noite desta quarta-feira (02), a operação terá continuidade com a atuação de equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE), onde serão realizadas ações de saturação em Fortaleza, Região Metropolitana e em outras regiões do Estado.

Contra-ataque

 

Além da PCCE e da PMCE, a ofensiva também é realizada pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBMCE) e Perícia Forense (Pefoce) – em conjunto com as forças amigas – Guarda Municipal, Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) -, além do Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Federal (PF).

 

SSPDS