Autoridades escutam Grito dos Excluídos antes do início do desfile cívico militar

Servidores Públicos, estudantes, trabalhadores rurais, liderados por movimentos sociais estiveram participando neste sábado (7), em Canindé, da 25ª edição do Grito dos Excluídos. Este ano o movimento foi ouvido pelas autoridades que estavam no palanque logo após o hasteamento das Bandeiras, ou seja, antes do início do desfile cívico militar.

O tema do Grito dos Excluídos 2019 foi “Esse sistema não Vale”. Os manifestantes lutam por Justiça, Direitos e Liberdade, contra o atual quadro de desemprego, desigualdade e desmonte das políticas públicas. Os manifestantes também cobraram da administração municipal recuperação de estradas vicinais e o reajuste salarial para servidores que ganham diferente do salário mínimo.

O movimento contou com a participação do Sindsec, Straaf, MST, Professores e alunos da Escola do Campo Patativa do Assaré e trabalhadores do campo e da cidade.

Após o Grito dos Excluídos apresentar as reivindicações em frente ao palanque das autoridades, teve início o desfile cívico militar com a apresentação inicial das forças de segurança estadual e municipal.

No centro do palanque das autoridades estava a prefeita Rozário Ximenes; o vice-prefeito Jesus Romero, o comandante dos Bombeiros de Canindé, Tenente Coronel Sousa Júnior; respondendo pelo 4º BPM, Major Válber Ferreira ; o subcomandante dos Bombeiros, Tenente Erasmo Costa; o presidente da CDL, Antônio Alves Pereira; o vereador licenciado Chico Justa, secretários e assessores municipais.

Forças de segurança no desfile cívico militar em Canindé

Forças de segurança no desfile cívico militar em Canindé

Posted by Portal Canindé – Notícias dos Sertões de Canindé on Saturday, 7 September 2019