Canindé celebra hoje 173 anos de emancipação política

O município de Canindé celebra nesta data de 29 de julho 173 anos de emancipação política, um município de gente acolhera e trabalhadora. A cidade de Canindé é uma referência para o mundo pelo seu testemunho de fé contada pelos romeiros devotos de São Francisco e por seu povo que constrói sua história.

De acordo com o historiados Augusto César Magalhães, o município de Canindé foi emancipado politicamente em 29 de julho de 1846, através da Lei nº 365, o Presidente da Província do Ceará, Ignácio Correia de Vasconcelos, sancionou a emancipação política de Canindé. Durante muitos anos, os que estudam a história local escreveram que este município foi desmembrado de Quixeramobim e de Baturité, quando na verdade pertencíamos por inteiro a Fortaleza. A dúvida foi resolvida com o surgimento – até que finalmente – do documento de criação da Freguesia (que hoje chamamos Paróquia) de Canindé, em 1817, cujo território pertencia por completo a Fortaleza. A Lei nº 365, acima mencionada, dizia textualmente que os limites do município serão os mesmos da Freguesia.

Segundo o historiador, todavia, Canindé era termo de Comarca de Baturité, outro grande motivador da confusão. Em agosto do mesmo ano, ocorreu uma eleição em Canindé para o cargo de vereador. Naqueles idos, não havia o poder executivo municipal. O vereador mais votado assumia a Presidência da Câmara e tinha limitados poderes como mandatário; como os demais mandavam menos ainda, era ele quem tocava a administração.

Foram os primeiros vereadores de Canindé e o respectivo nº de votos que receberam: Manuel Barbosa Cordeiro, 360 – José Bernardo Uchoa, 299 – Antônio Francisco de Magalhães, 297 – Raimundo da Costa Ribeiro, 297 – Francisco Paulo dos Santos, 295 – Antônio Pereira Batista Junior, 88 – Francisco Davi dos Santos Lessa, 92 – Joaquim Ferreira de Mendonça, 70 – Vicente Ferreira Gondim, 69 – Luiz Ferreira Guedes, 69 – e José dos Santos Lessa, 15. Estes votos foram apurados em Canindé e as atas foram remetidas para Baturité. Somente no ano seguinte, em Sessão da Câmara de Baturité, 21 de junho de 1847, os eleitos foram proclamados. Esta sessão é o verdadeiro marco da nossa emancipação definitiva, pois somente após esta data é que a Câmara Municipal de Canindé passou a funcionar em seu próprio território, afirma o texto escrito pelo historiador.

Parabéns Canindé pelos 173 de emancipação política Canindé