Iniciada distribuição de sementes em Canindé

O Município de Canindé iniciou nesta quinta-feira (3) a distribuição das sementes do Programa Hora de Plantar. Serão atendidos mais de 2 mil agricultores. 

A ação é fruto de uma parceria da Prefeitura Municipal de Canindé, através da Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos (SARH), com o Governo do Ceará, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Ceará (Ematerce), atendendo as diretrizes da distribuição das sementes para o plantio 2019.

O evento de entrega dos produtos agrícolas contou com a presença da Prefeita da cidade, Rozário Ximenes, que enalteceu o trabalho do Governo do Estado em fortalecer a agricultura familiar na região, já que o Município de Canindé é detentor do maior número de áreas de assentados do País. O Presidente da Ematerce do Estado, Antônio Amorim, e a representante da SDA, Neyara Lage, também participaram do evento. Já a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Canindé – Straaf Canindé, Mariinha Uchôa, que também esteve presente ao evento, o momento é para ser comemorado. “ Receber as sementes antes das primeiras chuvas do ano é momento positivo e deve ser comemorado, pois quando a terra molhar o trabalhador vai ter sementes para plantar”, explicou a presidente.

  

 

O governo do estado perdoou o pagamento do boleto do programa referente ao ano de 2018.

De acordo com o gerente local da Ematerce, Osvaldo Magalhães, no ato da retirada das sementes, o agricultor cadastrado no programa deve apresentar RG e CPF. 

As sementes estão sendo distribuídas na sede da Ematerce, que fica na Rua Paulo Uchôa, 350, Bairro São Matheus.

Segundo o Secretário de Agricultura e Recursos Hídricos Roberto Lopes, a parceria da Ematerce com a SARH apresenta grandes resultados.

Serão distribuídos em Canindé sementes de milho variedade, 18.350 quilos, milho híbrido, 2.400 kg, feijão vigna, 2.450 quilos e sorgo forrageiro, 6.240kg. No total de 29.440 quilos. De acordo com representante da Secretária de Desenvolvimento Agrário do Estado, Neyara Lage, as sementes de feijão são distribuídas em menor quantidade devido à dificuldade encontrada pelo Governo do Estado em adquirir os grãos de qualidade.