Procurador esclarece em emissora de rádio ação do MPF no caso dos ursos de Canindé

O Procurador da República, Adalberto Delgado Neto, esteve participando de uma entrevista na tarde desta sexta-feira (14), na Rádio São Francisco AM, esclarecendo sobre os possíveis crimes de racismo em publicações sobre resgate dos ursos Dimas e Kátia, de Canindé.

Recentemente o Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento investigatório criminal para apurar a prática de crimes cometidos por meio da Internet, com ofensas e declarações racistas proferidas contra integrantes do Santuário de São Francisco, zoológico do município de Canindé, localizado no Sertão Central cearense. A investigação aponta possível crime de racismo praticado contra o povo de Canindé e do estado do Ceará, após campanha de “resgate” realizada pelo Instituto Luisa Mell, organização não governamental (ONG) de proteção animal.
Além da investigação criminal, o MPF também instaurou procedimento de âmbito cível para apurar possível violação à proteção do patrimônio cultural e imaterial do município de Canindé, resultante de atos praticados pelo Instituto Luisa Mell.

A entrevista foi concedida ao radialista Gildazio Medeiros.

A emissora também disponibilizou a matéria na rede social.

Confira:

O Procurador da República, Adalberto Delgado Neto, esclarece sobre os possíveis casos de crimes de racismo em publicações sobre resgate de ursos em Canindé. #MPF #RSF1240 #URSODIMAS #URSOKATIA #SANTUARIODECANINDE

Posted by Rádio São Francisco AM 1240 on Friday, December 14, 2018