Após Instituto Luísa Mell pedir transferência de ursos, Semace fiscaliza zoológico em Canindé

Uma equipe de fiscais da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE) estiveram na manhã desta terça-feira (20) no Zoológico São Francisco de Canindé, vistoriando a infraestrutura e as instalações físicas da jaula onde se encontram os ursos Dimas e Kátia.

 A vistoria foi programada depois que o Instituto Luísa Mell lançou uma campanha para tirar os dois ursos do Zoológico. O principal argumento é que o clima da cidade é quente.

O urso Dimas chegou ao zoológico de Canindé há dez anos, trazido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais – (IBAMA), que pediu que o zoológico fizesse uma adequação para receber o primeiro urso, o qual era maltratado em um circo. Três anos depois, o Zoológico de Canindé recebeu o segundo urso, uma fêmea de nome Kátia.

Circulam nas redes, imagens que não são atuais sobre o recinto e comportamento do urso Dimas em nosso Santuário, em Canindé. Esse vídeo é o verdadeiro e atual. Confira!

Gepostet von Paróquia Santuário de São Francisco das Chagas de Canindé am Sonntag, 11. November 2018

 

Vistoria

As informações serão reunidas num laudo técnico que será elaborado pela Semace. A equipe, do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) examinou a saúde dos animais. Os dados de sanidade serão incorporados ao laudo da fiscalização.

De acordo com a gerente de Ação de Fiscalização, Ana Maria Maia, o zoológico tem 90 dias para solicitar a licença de operação junto à Semace. “Enviamos um ofício, no dia 8 deste mês, quando solicitamos a regularização do equipamento”, explicou a gerente. “No licenciamento, a Semace poderá fazer recomendações, que assegurem o cumprimento da legislação ambiental para o abrigo dos ursos, ou poderá aplicar sanções previstas em lei, se a falta de licença persistir”, completou.

A jaula onde os ursos estão tem um sistema de ventilação, sombra e um lago para os animais se refrescarem. Os ursos são acompanhados por um veterinário e uma bióloga do Zoológico São Francisco.  Segundo o Santuário de Canindé, responsável pelo Zoológico, os animais recebem todos os cuidados adequados.

No dia 1º de novembro, aconteceu uma reunião entre o Santuário e representantes do Instituto Luísa Mell. O Santuário disse que aguardaria um parecer da Semace sobre a transferência dos ursos.

Com informações da Semace e Canindé Online

Fotos: Portal Canindé e Santuário

Dimas e Kátia